[Resenha] O Par Perfeito - Nora Roberts

Nome: O Par Perfeito
Autora: Nora Roberts
Série: A Pousada (#03)
Editora: Arqueiro
Páginas: 309  | Classificação: 5/5
Gênero: Romance
Onde ComprarAmazon | Submarino | Saraiva

Mesmo sendo conhecido como o mais durão dos irmãos, Ryder Montgomery deixa as mulheres aos seus pés quando coloca seu cinto de ferramentas. Nenhuma delas é imune a seu jeito sexy quando está no trabalho. Sem contar, é claro, Hope Beaumont, a gerente da Pousada BoonsBoro. Ex-funcionária de um luxuoso hotel em Washington, Hope está acostumada à agitação e ao glamour, porém isso não significa que ela não aprecie os prazeres da cidade pequena. Sua vida está exatamente como ela deseja – exceto pela questão amorosa. Sua única interação com alguém do sexo oposto são as frequentes discussões com Ryder, que sempre lhe dá nos nervos. Ainda assim, qualquer um vê que há uma química inegável entre os dois. Enquanto o dia a dia na pousada transcorre sem problemas graças aos instintos infalíveis de Hope, algumas pessoas de seu passado estão prestes a lhe fazer uma indesejável – e humilhante – visita. Mas, em vez de se afastar ao descobrir que Hope tem seus defeitos, Ryder só fica mais interessado por ela. Será que pessoas tão diferentes podem formar um par perfeito? No livro que encerra a trilogia A Pousada, Nora Roberts apresenta Ryder Montgomery, que, ao tentar driblar o amor refugiando-se no trabalho, acabou sendo surpreendido pelo sentimento mais nobre e profundo que já teve.


Série A Pousada: Um Novo Amanhã (livro 1) | O Eterno Namorado (livro 2)

Apesar de ser emocionante demais, eu acho que encerramentos sempre são bons. Eles significam que algo novo começa, e a perspectiva de um novo começo é sempre algo maravilhoso. Mas não podemos negar que é também triste, pois determina o fim de algo. Isso descreve perfeitamente meu sentimento sobre o fim da série "A Pousada".

Posso afirmar que este foi o livro mais diferente da série, o que não poderia ser de outra forma, já que Ryder é o mais diferente dos irmãos Montgomery. Quando conhecemos ele e seu fiel companheiro Diaraque no livro 1, podemos perceber que ele não é um sujeito comum, e nenhum pouco fácil de lidar. 

E a chegada de Hope só piora o humor cáustico de Ryder. Uma garota da cidade, cheia de pompa e arrogância, gerenciando a simples mas aconchegante Pousada Boonsboro? Parecia ultrajante para Ryder, mas infelizmente era sua realidade. Tudo que ele precisava fazer era se manter o mais distante possível dela, e tentar esquecer o quanto ela era linda.

"Ryder a viu dar marcha a ré, dar a volta e acenar quando percorria a alameda da casa de Justine. Ele continuou parado ali até que Diaraque se aproximou, sentou aos seus pés e ficou olhando para o nada assim como o dono.
  - Nossa, Diaraque! O que ela tem? Que diabos é isso?
  Meio assustado pela perspectiva de descobrir a resposta, Ryder saiu andando com o cachorro em direção à casa."
Hope via em Boonsboro um recomeço para si. Depois de tanta decepção e momentos ruins na cidade, ela vai para o interior atender ao chamado de suas melhores amigas Claire e Avery. Ao chegar, se apaixona pela cidade e pela pousada. Sua alma ferida é curada pelo carinho daqueles desconhecidos que fazem dela parte da família. 

Ela era ciente de que Ryder, um dos donos da pousada, não gostava dela e não era a favor de sua contratação. E apesar da beleza rude dele, ela não compreende o porquê de tanta grosseria. Ambos vivem tentando ficar longe um do outro.. até que uma situação torna impossível para os dois esconder a atração que sentiam. 

O que fazer quando duas pessoas tão diferentes sentem algo tão forte? Tanto Ryder quanto Hope não desejavam se envolver ou comprometer. Mas será possível resistir? E o mistério, ou melhor, Lizzy, que cerca a Pousada? Será ele finalmente desvendado por Hope e pelos outros? 

Amei cada segundo dessa leitura deliciosa, e tentei ao máximo aproveitar desses momentos, já que é o encerramento da série. Foi cativante a forma com que a autora concluiu cada uma das interrogações colocadas na nossa cabeça durante os dois primeiros livros, e ela fez isso de uma forma doce e suave, como o cheiro de madressilva. 

"Hope virou a cabeça para observar o perfil de Ryder, os ossos fortes, as curvas bem definidas. Logo depois, ele também se virou e os dois se encararam.
 Tão linda, pensou Ryder. Devia ser proibido ter uma aparência dessas. Esse tipo de coisa mexia com a cabeça de um homem."
Apesar de ser uma série, eu pude perceber nitidamente como Ryder é diferente dos irmãos, e apesar de não conhecermos Tommy, seu pai, fiquei a todo tempo imaginando que ele era parecido com o mesmo. 

Como os dois primeiros livros foram cheios de momentos surpresas e com bastante adrenalina, eu aguardei o mesmo turbilhão de emoções neste último livro. Mas este não veio da forma que eu esperava, e isso me surpreendeu. Mesmo assim, a história não perde a característica essencial da autora: leve e cativante. 
" E você, o que quer?, perguntou-se Hope.
   Suas mãos pararam de se mexer com a surpresa daquela pergunta. Tinha o que queria, não tinha? Um trabalho que gostava, bons amigos, uma família com a qual podia contar para o que quer que precisasse. E um homem de que gostava e com quem se dava bem.
   Era suficiente, como dissera a Ryder. Era mais do que suficiente.
   No entanto, alguma coisa a incomodava, havia algo dentro dela querendo se expandir."
A narrativa da autora nos leva a sentir como uma presença real na história, e poder compreender os sentimentos e percepções de Hope e Ryder ajuda muito (cada um narra um pouco). Saber como anda a vida dos personagens que conhecemos nos primeiros livros dá uma sensação de familiaridade e o carinho por eles só cresce conforme avançamos na leitura. 

O mistério que cerca a Pousada foi algo completamente diferente do que eu já tinha lido até hoje. Podemos ter a errônea ideia de que os livros contam a história dos personagens, mas este último me fez compreender que a autora vai muito além. A questão de Lizzy, que é encontrada por Beckett no livro 1, desvendada um pouco mais por Owen no livro 2 e finalmente entendida e liberta por Hope foi uma surpresa maravilhosa. 

" (Ryder) Pensava muito nisso: no fato de Hope não fazer o que ele esperava que fizesse. Pensava nisso muito mais do que gostaria. As constantes surpresas por parte de Hope o mantinham meio desequilibrado, algo de que começava a gostar."
Eu fiquei tão extasiada ao finalmente compreender o mistério que a cercava, e quando isso aconteceu meu coração derreteu. Algo inexplicável toma conta de você quando vê o passado, o presente e o futuro se unindo, e essa série é sobre isso. Lizzy é para mim o coração do livro, e dá ao enredo aquele diferencial que só Nora é capaz de criar. Tudo sobre Nora, suas séries e personagens são únicos.

Percebemos que a vida é muito mais profunda do que apenas o agora, o atual. E é assim que Nora Roberts nos conta mais sobre a Pousada, sobre a cidade e sobre vidas entrelaçadas. O destino, que liga duas vidas como um cordão de três dobras é algo tão forte e poderoso que rompe as barreiras do tempo. E através da família Montgomery, percebemos como um amor do passado pode sobreviver por várias gerações, deixando mais do que uma simples história para trás. Fico triste pois esta é nossa última visita a essa aconchegante pousada, cheia de mistérios, emoções fortes e muito amor. Levando de Boosboro muitos momentos especiais e ensinamentos para a vida.

isabela ottoni

18 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    As pessoas muito falam sobre a escrita de "Nora Roberts" e mesmo não gostando muito de romances, fico curiosa quanto a isso. Além disso, a resenha ficou maravilhosa e tão leve que eu senti como se já tivesse lido o livro e amado - meio louco, mas foi exatamente o que me ocorreu. Parabéns!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá, sou louca para ler os livros da nora roberts, desde que era mais novinha, eu via uma professora minha que sempre andava com algum livro dela e eu achava as capas lindas e sempre quis ler, até hoje enrolo, mas ela parece escrever romancces lindos, com certeza irei dar uma chance a autora e a essa trilogia

    ResponderExcluir
  3. Oiii, tudo bem?
    Eu realmente não gosto muitos dos livros de Nora, a sua resenha ficou incrível e espero que muitas pessoas possam gostar desse livro.
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Isabela
    Eu li esse livro e infelizmente, foi uma das piores leituras que fiz, foi difícil chegar ao final, sempre achei a escrita de Nora interessante, mas os últimos livros não foram boas leituras para mim.

    ResponderExcluir
  5. Olá Isabela, tudo bem?

    Adorei o seu blog, super clean o layout. A sua resenha também ficou muito boa, está de parabéns pela organização e construção da mesma. Sobre o livro O Par Perfeito de Nora Roberts, infelizmente não despertou minha curiosidade, minha vontade de ler, ainda não vai ser dessa vez que vou ler alguma obra da Nora.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  6. É um mistério para mim como a Roberts consegue escrever a quantidade de livros que escreve e mantém a qualidade em todos. Que mulher assombrosa. Série atrás de série que me dão vontade de ler.
    Adorei a resenha.

    ResponderExcluir
  7. OOi!
    Acredita que nunca li nada da Nora?! Mas não é por falta de vontade. haha
    Esse ano vou resolver esse "problema" e pretendo escolher essa série como primeira aventura. Vejo só bons comentários e amo as premissas.
    Sua resenha está maravilhosa, me deixou muito curiosa a respeito desse mistério da pousada. Espero ter a oportunidade de inciciar a leitura da série em breve!
    beijoos!

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Não tenho vontade de ler a série, mas adoro histórias que nos tocam dessa forma!!
    Quem sabe minha opinião sobre ler não mude com o tempo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Esta trilogia é ótima adorei conhecer os irmãos e as amigas. Ryder é diferente mesmo, e apesar de ter gostado muito dele, Beckett ainda foi meu preferido. Gostei também da forma como foi resolvido o mistério de Lizzy.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Ainda não li nada da Nora Roberts mas sou doida para ler essa trilogia. Sua resenha só me deixou com mais vontade e instigada. Já ouvi muitas coisas boas sobre ela e isso me deixa com altas expectativas. Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, Tudo bem?
    A sinopse é até interessante, mas Nora não me atrai, as histórias dela não me prendem. Não sei explicar! Talvez ainda não tenha pego o livro certo dela! Adorei sua resenha e pode ser que dê uma chance ao livro, mas não no momento!

    ResponderExcluir
  12. Eu estou louca por esse livro, chegou aqui ontem e já vai furar a fila. Achei a sua foto bem bonita e gostei de ver sua opinião sobre a obra.

    ResponderExcluir
  13. Oi!

    Sua resenha me deixou com vontade de conhecer a escrita da Nora, tive a impressão de que ela desenvolve bem sua narrativa e cria personagens cativantes.
    Até então eu estava mantendo uma certa distância de suas obras, pois a maioria das que eu vejo fazem parte de alguma série e eu ando sem tempo para acompanhar histórias com muitos livros, mas vou dar um jeitinho de encaixar suas histórias em meio às minhas leituras deste ano. Sinto que valerá a pena.

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu simplesmente adoro a escrita da Nora Roberts e estou com muita vontade de conhecer essa série e morrendo de curiosidade em saber qual o foi o final da fantasma. Adorei a sua resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. Confesso que amo as resenhas dos livros de Nora Roberts. Mesmo sem nunca ter lido nada dela. Pois todas as resenhas passam muita paixão e os livros delas sendo romance ou sobrenatural parecem ser envolventes. Espero um dia ler algo dela. :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá, Isabela!

    Eu nunca li nada da Nora, na minha estante tenho apenas um título dela, espero em breve ler o livro. Eu curti as adaptações baseadas nos livros. Porém O par perfeito não despertou minha curiosade, curti na resenha quando você fala da mensagem passada pela Nora.

    By Patty (Viagens de Papel)

    ResponderExcluir
  17. Olá! Os livros de Nora Roberts são realmente muito bons, sempre traz uma boa mensagem. Já vi também as versões para cinema, você conhece? Vale super a pena. Ótima sua resenha, vou anotar a indicação! bjo

    ResponderExcluir
  18. Oie!
    Adoro os livros da Nora, mesmo só tendo lido o quarteto das noivas até agora.
    Em sua resenha você mostrou tanto entusiasmo com o fechamento dessa série que me deu imensa vontade de conhecê-la. Vou adicionar à minha lista de leitura.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir

Instagram