[resenha] Escândalo de Cetim - Loretta Chase

romances de época
Nome: Escândalo de Cetim
Autora: Loretta Chase
Série: As Modistas (#02)
EditoraArqueiro
Classificação: 5/5 | Gênero: Romance de Época
Onde Comprar: Saraiva | Submarino | Amazon

Irmã do meio entre as três proprietárias de um refinado ateliê de Londres, Sophia Noirot tem um talento inato para desenhar chapéus luxuosos e um dom notável para planos infalíveis. A loura de olhos azuis e jeito inocente é na verdade uma raposa, capaz de vender areia a beduínos. Assim, quando a ingênua lady Clara Fairfax, a cliente mais importante da Maison Noirot, é seduzida por um lorde mal-intencionado diante de toda a alta sociedade londrina, Sophia é a pessoa mais indicada para reverter a situação.
Nessa tarefa, ela terá o auxílio do irmão cabeça-dura de lady Clara, o conde de Longmore. Alto, musculoso e sem um pingo de sutileza, Longmore não poderia ser mais diferente de Sophia. Se a jovem modista ilude as damas para conseguir vesti-las, ele as seduz com o intuito de despi-las. Unidos para salvar lady Clara da desonra, esses charmosos trapaceiros podem dar início a uma escandalosa história de amor... se sobreviverem um ao outro.
Em Escândalo de cetim, segundo livro da série As Modistas, Loretta Chase nos presenteia com um dos casais mais deliciosos já descritos. Além de terem uma inegável química, Sophia e Longmore são divertidos como o rodopiar de uma valsa e sensuais como um corpete bem desenhado.
​Eu estava TÃO curiosa e empolgada para saber como seria a história da Sophia.. essas Irmãs Noirot são simplesmente cativantes. Foi muito diferente de tudo que eu imaginava; se não fosse assim não seria Loretta Chase. Quando conhecemos a corajosa e infame Sophia, mente brilhante e executora dos planos mais sutis das ambiciosas Noirots, percebemos que apesar de sua aparência angelical, ela era uma mulher decidida e que não seria passada para trás. Eu sinceramente não sabia o que esperar dessa obra, mas mesmo se eu o fizesse, nada teria me preparado para esse enredo de tirar o fôlego.

​Eu amei Marcelline e Clevedon (Sedução da Seda - livro 1) e achei os dois surpreendentes; cada hora um novo acontecimento explodia na nossa cara e nos deixava assim: EXTASIADOS. Com Sophia e Longmore foi diferente, e de uma forma ainda melhor. Sophia precisava lidar com o caos iminente que sobrevinha sobre a Maison Noirot após o casamento de Marcelline (o que não agradou em nada a nata da aristocracia, incluindo a Sra. Fairfax, mãe de Clara e de Longmore). Já Harry precisava ter certeza de que sua irmã não faria nada estúpido após o rompimento com Clevedon.

​Apesar de todas as diferenças entre eles (e sei que é super clichê dizer isso) , Sophia e Longmore fazem o time perfeito. Eles acabam se unindo ao descobrirem que tinham planos e objetivos em comum, e que ambos se beneficiariam dessa parceria. E mesmo cientes da crescente e forte atração, Sophia e Harry sabiam que havia muito em jogo; e se arriscar pelo desejo não era uma boa opção. Mas será tão fácil fazer quanto é falar e planejar?

"Ele pegou o rosto dela entre as mãos e o inclinou para cima, para que pudesse olhar em seus olhos. Estavam marejados. Era como olhar para o mar Adriático em meio à neblina. Uma minúscula gota de umidade escorria ao lado do nariz dela. O lábio projetou-se para a frente.
Não era a hora nem o lugar.
Ele não devia se precipitar, mas ela abriu os braços e isso fez com que as suas partes femininas se movesse, e ele só podia manter uma ideia na cabeça de cada vez. De qualquer maneira, Longmore não estava muito acostumado a esse duelo de consciência.
Ele era o que sempre fora, e não era um bom rapaz. Por isso, baixou a cabeça e pressionou a boca zangada de Sophia com os próprios lábios."
Apesar de eu ter amado conhecer Sophia e Harry mais pessoalmente, confesso que a surpresa do livro para mim foi Lady Clara, que roubou a cena completamente. Eu sinceramente não esperava que ela fosse ser trazida novamente a trama com um papel importante, e talvez por isso fui pega de surpresa. A melhor parte para mim dessa leitura foi perceber como os acontecimentos do livro 1 influenciaram a vida de outras pessoas de várias formas.

Foi como se enquanto eu conhecia mais pessoalmente Sophia e Longmore, eu ia descobrindo mais sobre a vida dos demais personagens. Esse livro nos abre os olhos para o mundo que existia ao redor de Marcelline e Clevedon, percepção que escapa do leitor no primeiro livro por se encantar demais com esses personagens maravilhosos.

​Fiquei a todo momento querendo saber mais sobre Leonie, que é a Noirot que menos aparece (e isso me faz pensar que a história dela vai ser mais surpreendente ainda, porque não consigo imaginar nada a seu respeito - ela é um elemento surpresa). O mesmo sobre Lady Clara, já que o ocorrido com ela com certeza não ficará esquecido, e acompanhar seu amadurecimento é muito interessante. 

" O coração de Sophia estava a mil por hora e o anjo mau em seu interior nublava sua mente, impelindo-a a se inclinar aquele pouquinho. Você não deseja essas mãos hábeis sobre você, sobre a sua pele? Ele parecia sussurrar. Não deseja esse corpo vigoroso sobre o seu?
 Então, a voz baixinha, aquela que a prima Emma havia incutido, argumentou em seguida:
 E o que acontecerá ao seu poder se você se sucumbir a isso?
 Ela já havia cedido aos seus demônios interiores e brincado com fogo. Era um airresponsabilidade louca - até mesmo para Sophia - esquecer-se dos motivos que a levaram até ali."
​Fora que a autora não nos cativa apenas com essa obra cheia de escândalos e romance; mas a história em si, a descoberta sobre como era a vida em 1835.. é simplesmente maravilhoso. Cada descrição das roupas te deixa parado imaginando como elas realmente eram. Podemos entender como eles viviam, e a descrição detalhada da autora só nos deixa mais fascinados e apaixonados. Eu fiquei surpresa com o quanto aprendi coisas diferentes e interessantes com esse livro, que me encantou do início ao fim. Aprendendo sobre a história da moda enquanto se apaixona por personagens engraçados, loucos e incríveis? Não tem preço!

isabela ottoni

4 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    Me afastei bastante desse gênero, depois que percebi que a maioria tem a mesma fórmula, mas algo que me encanta é sempre descobrir os costumes da época (embora, novamente, a maioria das ambientações estão na Inglaterra, então, não dá pra saber muito de outros lugares). Ainda acho que falta muito diversidade nesse gênero, mas pra quem gosta e não vê problema, sei como é amar um gênero e ler alucinadamente haha. A trama, em si, não me interessa, por mais que tenha escândalos e tal. Mas gostei de conhecer a autora (eu não conhecia). E essa capa? MUITO SLYTHERIN E RIQUÍSSIMA HAHA!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Também adorei este livro. A dose de ironia deu o tom certo na narrativa. Fora que o casal, em especial Sophia,e encantou com sua esperta cabecinha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu estou morrendo de vontade de conferir essa obra, principalmente agora por saber que a ambientação é um dos pontos positivos dessa série. Adorei a sua resenha e ela só me fez aumentar a vontade de realizar essa leitura, hahahaha
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oiii Isa, tudo bem?
    Estou vendo tantos comentários positivos a essa obra que to querendo até conferir, mesmo odiando romances de época, gostei muito do ambiente da obra e que você tenha gostado isso nos aumenta a intensidade da leitura, ótima resenha com toda certeza e a foto ficou fofa <3
    Beijinhos da Morgs!

    ResponderExcluir

Instagram